O poder da música para o cérebro

Você conhece o poder da música para o desenvolvimento do cérebro? Sabia que ela pode te ajudar a melhorar a concentração e o raciocínio?

De acordo com pesquisas, a música influencia no desenvolvimento das habilidades cognitivas: ajuda a melhorar a memória, a sua capacidade de realizar diferentes coisas ao mesmo tempo, melhora sua percepção, foco e muito mais.

Mas essa influência se torna muito maior no caso de quem toca um instrumento musical.

A descoberta do poder da música para o cérebro só foi possível graças ao uso da neurociência.

Resumidamente, a neurociência trata-se de uma área que estuda o sistema nervoso e sua relação com a vida de uma pessoa. Em outras palavras, ela busca entender como o cérebro funciona.

E num vídeo publicado pelo TED-ed é mostrado que neurocientistas descobriram como a música atua no desenvolvimento do seu cérebro. Confira a seguir mais informações sobre a pesquisa.

A relação da música com o cérebro

Os especialistas em neurociência realizaram dois testes com os participantes. Enquanto isso, faziam o monitoramento desses participantes por meio de Tomografia Computadorizada por Emissão de Pósitrons (PET) e Ressonância Magnética.

O primeiro teste analisou a reação do cérebro de quem apenas ouvia música, já no segundo os cientistas substituíram fones por instrumentos reais. Nas pessoas que apenas escutavam música foi identificado que os neurônios, sim, reagiam, contudo, o segundo caso foi o mais marcante.

No primeiro caso, houve uma grande movimentação nas diferentes regiões do cérebro, mas no caso de quem tocava um instrumento a movimentação era muito maior, resultando na exercitação cerebral mais ampla, quase que completa.

Nisso, fica claro que tocar um instrumento musical é uma das melhores coisas que você pode fazer para beneficiar o seu cérebro. E, ainda de acordo com a pesquisa, o mais importante, nesse caso, é a prática constante.

Compartilhe Esse Artigo Com Seus Amigos no Facebook

Compartilhe Esse Artigo Com Seus Amigos no Twitter

Compartilhe Esse Artigo Com Seus Amigos no E-MAIL

E tais benefícios estão disponíveis para quem aprende a tocar qualquer instrumento musical: violão, guitarra, teclado, etc. Seja fazendo uma batida de violão, um dedilhado, lendo uma cifra ou partitura, etc. Tudo isso gera uma comunicação entre regiões do cérebro e contribui para fortalecer o chamado corpo caloso (estrutura que conecta o lado direito e esquerdo do cérebro). E, para os músicos, exercitar esses dois lados é muito importante.

Mas o que acontece aqui realmente?

tocar um instrumento

Ok, depois dessa “aula de biologia” você deve estar se perguntando: “mas quais benefícios tocar um instrumento traz para o meu cérebro”.

Para começar, aprender a tocar um instrumento envolve o uso tanto da criatividade quanto da lógica. Logo, quando você aprender a tocar estará exercitando essas duas coisas. E cada um deles está ligado a um lado do cérebro: a criatividade fica do lado direito, enquanto isso a lógica fica no lado esquerdo. E, como mencionamos, ao tocar um instrumento você exercita os dois lados do cérebro.

Mas como assim os dois lados?

Ao aprender a tocar violão, por exemplo, você estuda coisas como composição, identificação de ritmos e acordes, o feeling musical  (dar sentimento ao que se toca), etc, e tudo isso está relacionado ao lado da criatividade. Já quando você estuda temas como compasso, divisão rítmica, etc, estará exercitando o lado da lógica.

Em outras palavras, com o estudo de um instrumento você exercita o lado emocional e o lado lógico do cérebro.

Tocar um instrumento também te ajuda no desenvolvimento da coordenação motora. Pois na grande maioria dos instrumentos musicais, você precisa fazer uma coisa com a mão esquerda e outra com a mão direita. Logo, o poder da música para o cérebro é algo realmente amplo.

Ainda, de acordo com estudos, aprender música possui uma ínfima relação com o desenvolvimento da chamada “inteligência espacial”. Esse tipo de inteligência é fundamental para que se consiga lidar de forma inteligente com aspectos que direcionam o seu cotidiano.

Por fim, outras habilidades que são desenvolvidas ao se tocar um instrumento musical são maior foco, mais persistência, capacidade de trabalho em equipe, etc.

Resumo do artigo Aprenda Sobre a Escala Pentatônica Menor e Penta Blues:

  • A relação da música com o cérebro
  • Mas o que acontece aqui realmente?

Caso você queira tocar guitarra, mas ainda não teve a oportunidade. Estou deixando aqui nossa indicação do melhor curso de guitarra online, clique aqui e acesse o curso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *